ficha_tecnica
Aumentar fonte Diminuir fonte

Expressões Artísticas

ANTIGA FÁBRICA BHERING

Slide 1
Slide 2
Slide 3
Slide 4
Slide 5
Slide 6
Slide 7
Slide 8
Slide 9
Slide 10
7 1 2 3 4 5 6 8 9 10

A antiga Fábrica Bhering, uma edificação de seis andares que fica na região portuária e que produziu balas e chocolates durante anos, tem agora sua vocação produtiva destinada às artes, depois que artistas e empreendedores da economia criativa passaram a alugar espaços e aí se instalaram, transformando o local em um inusitado polo criativo.

Os primeiros artistas a chegar pagavam um aluguel razoavelmente barato e investiram em obras estruturais para a instalação de suas unidades, mas passaram por obstáculos e um grande susto com o quase despejo coletivo, fruto de um entrave judicial no qual o prédio foi leiloado. A questão foi parcialmente resolvida, o prédio foi tombado pela prefeitura e, mesmo restando algumas pendências, a ideia do movimento coletivo soa promissora. Aos poucos vão surgindo mais ateliês, estúdios de arte e lojas criativas, que se unem para compartilhar áreas maiores.

O movimento ganhou ainda mais repercussão no ano de 2011, quando passou a fazer parte do Circuito ArtRio, atraindo um público de 3 mil pessoas para visitar as lojas e ateliês ali instalados, trazendo muita visibilidade para o local.

Atualmente, a antiga fábrica abriga cerca de 50 artistas e 40 empreendedores que fundaram a Associação Criativa Orestes 28 (ACO 28) para, assim, terem uma organização jurídica que responda pelo coletivo. Apesar de cada artista trabalhar de forma independente e ser responsável por seu próprio espaço, muitas uniões promissoras acontecem naturalmente, sendo esta feliz troca um dos pontos positivos para continuar investindo no local, considerado inspirador.

Nos primeiros andares, os destaques vão para o Brechó Belchior, com ambiente e roupas descoladas a preço acessível; o restaurante Gulemix, que atrai muitas pessoas que trabalham nos arredores; o Trapiche Carioca, com objetos decorativos e móveis de design com madeira de demolição; a Livraria da Fábrica, que tem um Guia de Cores de 1889 que pertenceu a D. Pedro II; e a confeitaria Fazendo Doce que, junto com o Café da Fábrica, une uma fábrica de delícias com um acolhedor café–bistrô que oferece confort food no almoço. Outras lojas ficam abertas ao público de segunda a sexta-feira, no horário comercial.

Os ateliês e estúdios de arte se localizam a partir do terceiro andar e em grandes eventos, como o Art Rio, a Semana Design Rio ou o Circuito Interno, este no primeiro sábado de cada mês, ocasião em que vários espaços ficam de portas abertas para mostrar sua arte e receber os visitantes. Nos outros dias é preciso agendar visita. Eventuais cursos e oficinas, performances, exposições e outros eventos, individualizados ou em grupo, também acontecem na fábrica. A programação atualizada está na fan page que é produzida pelos artistas.

A ocupação da antiga Fábrica da Bhering pela ACO 28 é uma iniciativa positiva e tem tudo para ficar ainda melhor, firmando-se como um grande centro cultural onde a arte se faz presente.

9h às 18h - 2ª a 6ª (lojas)
agendar visitas (ateliês)
no 1º sábado do mês, quase tudo fica aberto

Preços variados (produtos)
Gratuito (visitação)

Todas as idades

Elevador (Estilo Antigo)

Carro, Ônibus

36 - B3

Informações:

Rua Orestes, 28 – Centro
(21) 2263-2064 / (21) 2263-1629

Facebook: Antiga fábrica da Bhering
Site: http://www.fabricabhering.com
E-mail: barbara@fabricabhering.com.br