ficha_tecnica
Aumentar fonte Diminuir fonte

Cultura Gastronômica

CASA VILLARINO BAR

Slide 1
Slide 2
Slide 3
Slide 4
Slide 5
Slide 6
Slide 7
Slide 8
Slide 9
Slide 10
9 1 2 3 4 5 6 7 8 10

Com uma atmosfera acolhedora, a Casa ainda preserva sua aura nostálgica por todos os cantos. Fundada em 1953, a Villarino funcionava, inicialmente, como uma uisqueria e só abria às 18h. Naquela época, as grandes rádios e gravadoras localizavam-se na redondeza, o que contribuiu para que ela se tornasse ponto de encontro de ilustres, como Ary Barroso e Elizete Cardoso, entre muitos outros artistas, além de políticos, artistas plásticos e toda gama de personagens da fina boemia carioca. Foi lá que a parceria de Vinícius de Moraes com Tom Jobim foi selada, gerando a peça “Orfeu da Conceição”. Ainda existe na casa a mesma mesa à qual se sentavam os famosos. A parede atrás dela foi coberta com um painel fotográfico em tamanho natural onde figura boa parte deles, confraternizando.

A casa que testemunhou o nascimento da Bossa Nova ainda conserva o piso, o mobiliário e os letreiros originais, bem como fotos e registros autografados. A propósito, registrar em fotos os clientes frequentadores, ilustres ou não, já virou um hábito, e tal acervo conta hoje com mais de cem quadros.

Em 2013, na ocasião da comemoração dos 60 anos, foram convidados 60 clientes assíduos para soprar as 60 velinhas do bolo e sugerir, cada um, como seria seu prato predileto. Os pratos foram batizados com seus nomes e estão até hoje nas sugestões do chefe, onde, a cada dia, um deles é oferecido. Várias outras opções completam o cardápio, que agrada aos mais diversos paladares.

Dos produtos ao atendimento, tudo no Villarino tem qualidade. A delicatessen, logo na entrada, expõe desde finos chocolates importados aos mais qualificados rótulos de bebida. A carta de cervejas oferece as melhores marcas e sempre apresenta novidades. Passado o horário do almoço, o bar assume a antiga identidade, oferecendo petiscos como a tábua de frios, pães e pastas especiais e sanduíches diversos, além dos produtos à venda na delicatessen. A atenção e gentileza dos empregados fazem com que cada um se sinta um cliente ilustre.

9h às 21h - 2ª a 6ª
(delicatessen)

12h às 21h - 2ª a 6ª
(bar e restaurante)

Preços variados

Maiores de idade

Carro, Metrô (Estação Cinelândia), Ônibus

97 - F6

Informações:

Avenida Calógeras, 6 - loja B – Centro
(21) 2240-9634

Facebook: Casa Villarino
Site: http://www.villarino.com.br
E-mail: csvillarino@gmail.com