ficha_tecnica
Aumentar fonte Diminuir fonte

Centros de Educação e Cultura

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

Slide 1
Slide 2
Slide 3
Slide 4
Slide 5
Slide 6
Slide 7
Slide 8
Slide 9
Slide 10
3 1 2 4 5 6 7 8 9 10

Desde sua inauguração, em 1906, o prédio abrigou instituições ligadas aos negócios e foi sede do Banco do Brasil da década de 1920 até 1960, quando cedeu lugar a uma agência do próprio banco. No final da década de 1980, houve a decisão de preservá-lo e transformá-lo em um centro cultural, que foi inaugurado em outubro de 1989.

Com mais de 15 mil metros quadrados de área útil, o CCBB possui uma estrutura formidável, distribuída em vários andares, nos quais oferece, simultaneamente, diversas atividades culturais ligadas à música, teatro, cinema e grandes exposições. O centenário prédio de arquitetura neoclássica ainda preserva muitos ornamentos, imponentes colunas, acabamentos em mármore, peças originais nos elevadores e outros detalhes, além de uma incrível cúpula que impressiona pela sua hipnotizante beleza.

Em seus três auditórios são realizados espetáculos teatrais e shows musicais, com ingressos a preços acessíveis, assim como no cinema. As exposições de arte têm entrada gratuita e muitas delas costumam gerar grandes filas para o acesso, mas que sempre fazem a visita valer a pena. Nessas ocasiões, o impecável atendimento ao público é uma prioridade e todos os funcionários são gentis e bem treinados para lidar com situações inusitadas, às vezes inevitáveis em lugares onde circula um grande número de pessoas.

O CCBB possui uma videoteca com cabines individuais e uma ampla biblioteca com um salão de leitura para cem pessoas e outras salas para abrigar o vasto acervo com mais de 125 mil volumes nas áreas de artes plásticas, literatura e ciências sociais. Há também salas multimídia e espaços especialmente criados para o público infanto-juvenil, com um catálogo de mais de 2 mil títulos especiais para esta faixa etária.

Outro atrativo do CCBB é o seu acervo histórico, que preserva a trajetória do Banco e fornece elementos para exposições permanentes, abertas à visitação. No Museu Banco do Brasil, criado em 1955, são exibidos documentos importantes e salas com mobiliário da época, dentre as quais se destaca a Sala da Presidência, intacta desde sua última instalação, em 1960. Antigos objetos de trabalho surpreendem os visitantes das novas gerações, como, por exemplo, o extinto pneumático — que interligava o prédio a vários outros da região através de tubos subterrâneos e um sistema de ar comprimido — transportando, com rapidez, documentos inseridos em pequenas cápsulas de metal. Outra mostra que encanta são as peças do rico acervo numismático do Banco, contando a história da moeda do Brasil.

Programas educativos também são o forte do CCBB e podem ser realizados através de visitas guiadas e atividades especiais. Os grupos devem agendar a visita pelo telefone, por e-mail ou solicitar informações no próprio local, no primeiro andar.

O CCBB está de portas abertas seis dias na semana (só fecha às terças-feiras), para receber o eclético público que desfruta de sua qualificada programação e eficiente estrutura, que engloba também uma livraria, um restaurante que oferece almoço, uma cafeteria e um belo salão de chá, completando uma experiência perfeita para deleite de todos os sentidos.

9h às 21h - 4ª a 2ª

Gratuito (exposições)
R$ 10 (inteira – teatro)
R$ 4 (inteira – cinema)

Todas as idades

Rampa, Elevador, Tel. para deficientes, Box para cadeirantes (No Cinema e Teatro)

Carro, Metrô (Estação Uruguaiana), Ônibus

4 - F3

Informações:

Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
(21) 3808 – 2020 (informações gerais)
0800 7290088 (deficiente auditivo ou da fala)
(21) 3808-2030 (biblioteca)
(21) 3808-2353 (arquivo histórico)

Facebook: CCBB Rio de Janeiro
Twitter: @ccbb_rj
Instagram: ccbbrj
Site: http://www.bb.com.br/cultura
E-mail: ccbbrio@bb.com.br