ficha_tecnica
Aumentar fonte Diminuir fonte

Igrejas

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA

Slide 1
Slide 2
Slide 3
Slide 4
Slide 5
Slide 6
Slide 7
Slide 8
Slide 9
Slide 10
8 1 2 3 4 5 6 7 9 10

Segundo relatos, a construção da igreja advém de uma promessa feita por um casal, após sobreviver a uma tempestade que quase acabou em naufrágio. Conforme prometido à santa, construíram no Centro do Rio de Janeiro uma pequena igreja em louvor à Nossa Senhora da Candelária, da qual eram devotos. Nessa capela foi criada, provavelmente entre 1600 e 1630, a Irmandade do Santíssimo Sacramento da Candelária, que é até hoje a responsável pelo templo. Registros comprovam a criação da paróquia, que ajudava os mais carentes, em 1634. No ano de 1775 a Irmandade decidiu construir, no mesmo local, um novo e imponente templo que, apesar de ter sido inaugurado parcialmente 36 anos depois, só foi concluído definitivamente e inaugurado em 10 de julho de 1898; ou seja, foram necessários 123 anos para a igrejinha ser substituída pela imponente igreja tal qual a vemos nos dias de hoje.

O belo e gigantesco monumento arquitetônico, que apresenta traços neoclássicos e uma verticalidade típica das edificações góticas, era, na época, o edifício mais alto da cidade, com 63 metros de altura. Na sua fachada simétrica se destacam duas torres, cada uma com um relógio, sendo que um marca as horas do dia, e o outro, os dias do mês e da semana e as fases da lua. Na entrada, três imensas portas esculpidas em bronze pelo português Antônio Teixeira Lopes são verdadeiras obras de arte.

O interior é rico em magnitude e detalhes, onde se destacam os belos vitrais alemães, os diversos painéis pintados pelo artista brasileiro João Zeferino da Costa, talhas douradas e adornos, acabamentos em mármore de Carrara, a cúpula e o altar-mor com a imagem da padroeira, o impressionante batistério e muitas outras belezas.

A Igreja da Candelária vem sendo palco para a realização de missas especiais, encontros focados no resgate de sua história e uma série de concertos musicais, com o Projeto Candelária, tendo atraído mais de 220 mil pessoas em suas mais de 480 apresentações. Infelizmente, a igreja ainda sofre o estigma de um lamentável episódio acontecido em 1993 com menores de rua em suas proximidades, fazendo com que até hoje apareçam turistas equivocados querendo saber detalhes, como se tudo houvesse acontecido na igreja.

A Irmandade, que também promove ações sociais através de um pensionato e de um educandário, possui em sua sede uma Biblioteca criada em 2001, com aproximadamente 2.250 livros; e um Museu Sacro, criado em 1973 e atualmente desativado, em razão de obras de restauração do seu interior, que preserva um acervo de peças históricas, fotografias e documentos utilizados na realização de várias exposições marcantes. Possui também um Arquivo histórico/administrativo aberto a pesquisadores, com prévia autorização da Provedoria, onde se encontram, entre outros, fotografias, documentos textuais e plantas referentes à construção da Igreja de Nossa Senhora da Candelária, objeto de várias exposições.

A Igreja da Candelária é um dos significativos patrimônios históricos, culturais e religiosos da cidade, que merece reverência e o maior respeito por sua ativa contribuição em prol da fé e da arte.

7h30 às 16h - 2ª a 6ª
8h às 12h - sábados
9h às 13h - domingos
(igreja aberta aos visitantes)

12h15 - 2ª a 6ª
(missa)

10h30 / 12h - domingo
(missa e Projeto Candelária com concertos musicais - os concertos estão sujeitos à prévia divulgação pela Irmandade)

Gratuito

Todas as idades

Em processo de adequação por ser um bem tombado

Metrô (Estação Uruguaiana), Ônibus

Proibido o uso de flash por máquinas, celulares e/ou afins

60 - F3

Informações:

Praça Pio X, s/n – Centro
(21) 2233-2324 / 2233-0976

E-mail: comunica@candelariario.org.br
E-mail: sec@candelariario.org.br